O governo tentou mas não conseguiu: carvão nunca mais!

O ministro de Minas e Energia, Edson Lobão, resolveu dar as costas para um país livre de fontes sujas de energia e incentivou a volta das usinas a carvão, grandes emissoras de CO2, no leilão de energia realizado nesta quinta-feira, 29/08.
Depois do Greenpeace protestar na frente do ministério em Brasília, foi a vez do Mercado responder ao ministro Lobão: nenhuma proposta de usina a carvão foi comercializada no leilão. O investimento, por outro lado, foi direcionado à energia de biomassa e usinas serão instaladas em cinco estados (BA, MG, MS, PI e SP).
“O resultado do leilão de hoje deixou claro que, quando existe pressão da sociedade civil, os mercados se movem para as alternativas mais sustentáveis”, disse Renata Nitta, da campanha de Clima e Energia do Greenpeace. “As renováveis já são uma realidade para complementar e diversificar a matriz elétrica e agora mostram que são altamente competitivas no mercado. Não faz mais sentido investir em energias do passado com tanto potencial em vento, sol e biomassa que o Brasil tem para gerar energia limpa.”


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Os 5 aeroportos mais curiosos e perigosos do mundo

O homem que morreu devido a uma vírgula

O relacionamento entre um cadeirante e um andante.