Vamos falar sobre ACESSIBILIDADE?

Vamos falar sobre ACESSIBILIDADE?
A pessoa com deficiência ou mobilidade reduzida só tem uma opção no que diz respeito sair na noite Pompeana “BALADA” e essa opção se chama Paiol Mineiro o único exemplo de acessibilidade em Pompeu. Lá tem tudo que um estabelecimento comercial precisa para ser acessível; rampa de calçada, o piso do seu interior totalmente nivelado, espaço para circulação de cadeirantes perfeito e um banheiro nota 10!!!
Os demais deixam a desejar; nem os prédios administrados pela prefeitura são acessíveis, né?
Maus  exemplos é o que mais temos, no aspecto exploração do espaço publico e falta de acesso, é um absurdo; começando pela pizzaria Aconchego que usa um toldo que cobre boa parte de uma rua próximo a Praça Carlos Eloy e que nem acesso no interior do seu estabelecimento tem...Lojas de moveis e eletrodomésticos, bares, lanchonetes, oficinas de bicicletas, supermercados, farmácias, lojas de roupas e etc. Todos explorando o espaço publico desordenadamente.
Algumas pessoas me dizem que o povo esta acostumado com esses estabelecimentos assim, mas eu respondo que adaptar-se é preciso; os deficientes se adaptaram a cadeiras de rodas, cegueira, amputações e outras deficiências e porque não adaptar os estabelecimentos também???
É direito e lei !!!...
E não posso deixar de parabenizar os estabelecimentos que estão dentro das normas de acessibilidade;
Silvam materiais de construção, Brejão Matérias de Construções, Loja Elétrica e Caixa Econômica Federal.
Obs: Essa postagem foi feita porque no dia 25 de Abril de 2014 todos os estabelecimentos da região central foram convidados pelo o Conselho Municipal Dos Direitos Da Pessoa Com Deficiência De Pompeu MG para uma reunião na Câmara Municipal de Pompeu para uma conscientização sobre ACESSILIDADE, mas os mesmos ignoraram o convite.

#CONTINUAREMOS #EMBUSCA #DOSNOSSOSDIREITOS!!!               

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Os 5 aeroportos mais curiosos e perigosos do mundo

O homem que morreu devido a uma vírgula

O relacionamento entre um cadeirante e um andante.